Quinta-feira, 11 de Junho de 2009

Para a história do nome deste blog

O MITO e O RITO

 

Os mitos são narrativas emanadas do inconsciente colectivo das sociedades; transmitem-nos acontecimentos transcendentais e dos primórdios de uma comunidade. Estão longe de ser descrições lúdicas e sem fundamento. Os mitos, no meu entendimento, têm origem em factos históricos ocorridos em tempos primórdios, hoje expurgados de seu conteúdo menos significativo e enriquecidos com arquétipos e imagens fabuladas. Ou seja, quase todo o mito é uma história fantástica das origens de povos, das nações e do próprio mundo. A finalidade do mito é educativa. Visa criar valores fortes, cultura de identidade ou transmitir verdades transcendentais. Por tudo isso, as histórias míticas são exageradas e fabulosas para produzir impacto emocional, para manter a intensidade e a força da transmissão. O mito não é uma construção individual. É colectiva e elaborado por muitas gerações, criando raízes indestrutíveis na memória de uma colectividade humana. Eles infundem nos indivíduos as mesmas emoções, os mesmos sentimentos e a mesma vontade, criam a identidade, a tal força invisível que mantém unidas as comunidades. Por isso, ainda hoje  não se sabe se é a comunidade que cria o mito ou mito que cria a comunidade. O mito da fundação de Roma, explica o nosso discurso anterior. Uma loba amamentou os gémeos Rómulo e Remo:- eis o início de uma história fantástica que teve origem no facto de dois bebés órfãos, terem sido alimentados e criados por uma prostituta chamada Lupa (Loba), que morava entre as sete colinas da futura cidade. Sem a transformação desse facto banal num mito mágico, Roma nunca teria sido o maior império do mundo antigo, visto que o mito ajudou os romanos a acreditar que o seu destino de conquistadores vitoriosos e protegidos pelos deuses estava determinado desde as suas origens extraordinárias. E quanto aos ritos? Eles são a interpretação cénica e dramatizada do mito. Por meio das palavras, dos gestos, da indumentária, dos cânticos, do ritmo e do cenário, os ritos visam fornecer ao mito uma força viva e actualizada. Os ritos têm o objectivo de eternizar o mito, trazendo-o do passado remoto para o presente activo, renovando-o permanentemente. Pode-se afirmar que o rito é a encenação dramática de um mito.

Reflectir permanentemente sobre mitos e ritos é (re)construir o mundo e as políticas! Para melhorar o MUNDO ! ...

Publicado Por... mitoseritos às 18:03
LINK do Registo | Comente | Adicionar aos Favoritos
|

.Associação Tchiweka. Projecto Trilhos.

.Localização de Visitantes

ImageChef Word Mosaic - ImageChef.com
VocêDivulga - Tráfego de qualidade para seu site com rátio 1:1 VocêDivulga -->
Get your own Poll!
Bem vindo ao meu blog!

. Sou o Que Sou

.Procure Neste Blog

 

.Junho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Registos Recentes

. Para a história do nome d...

.Registos Passados

. Junho 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.LINKS

Click for Coimbra, Portugal Forecast

.Música

Click for Coimbra, Portugal Forecast

Contador Grátis
Locations of visitors to this page
blogs SAPO

.subscrever feeds